Organização do projeto

O projeto é coordenado pela Profª Margarida Tomé, do Instituto Superior de Agronomia, a qual é coadjuvada por uma Comissão de Coordenação e pela Equipa Técnica. O projeto conta com um Conselho Consultivo que reúne representantes dos grupos de partes interessadas mais relevantes para o tema. Existe ainda uma Comissão de Acompanhamento, de participação livre, à qual serão periodicamente apresentados os resultados obtidos para discussão e proposta de sugestões. A Equipa Técnica é responsável por executar as diversas análises que vão sendo propostas pelo Conselho Consultivo e por preparar os relatórios para discussão nesse Conselho e na Comissão de Acompanhamento.

O projeto conta com o suporte de várias Instituições, nomeadamente contribuição com a participação de membros da instituição na Equipa Técnica.

1.1         Comissão de Coordenação (ARF_CC)

A Comissão de Coordenação é constituída pelo coordenador do projeto e por dois Vice-Coordenadores, um representante das Instituições de I&D e outro de um dos outros grupos de partes interessadas (stakeholders). Esta Comissão é responsável pelo acompanhamento dos membros da Equipa Técnica e pela gestão das relações com as instituições do Conselho Consultivo e da Comissão de Acompanhamento. Os Vice-Coordenadores são selecionados pelo Coordenador do Projeto.

1.2         Equipa Técnica (ARF_ET)

A Equipa Técnica é constituída por um conjunto de Investigadores e Engenheiros Florestais com experiência na utilização de modelos e simuladores da floresta. Na fase inicial do projeto são membros da Equipa Técnica: Margarida Tomé, Susana Barreiro, Marta Batista Coelho, João Palma e António Correia, do Instituto Superior de Agronomia, e Ricardo Almeida, da Celpa.

A Equipa Técnica é responsável por:

  1. Realização das análises da rentabilidade dos ecossistemas florestais e respetivos sistemas de silvicultura selecionados pelo Conselho Consultivo e pela Comissão de Acompanhamento
  2. Implementação das melhorias do simulador da floresta portuguesa (standsSIM) necessárias para realizar as análises referidas em 1.
  3. Organização das reuniões com o Conselho Consultivo e a Comissão de Acompanhamento
  4. Disseminação dos resultados do projeto, nomeadamente (mas não só) no site FCTOOLS

1.1         Conselho Consultivo (ARF_CS)

O Conselho Consultivo é constituído por representantes dos grupos de partes interessadas mais relevantes para o tema, os quais estão identificados na Tabela 1.

Tabela 1. Representantes dos grupos de partes interessadas no Conselho Consultivo do ARF@pt

Grupo

Instituição

Representante

 

 

 

 

 

 

I&D

ISA

Paula Soares

Joana Amaral Paulo

José Guilherme Borges

UTAD

Teresa Fonseca

UÉvora

Cristina Gonçalves

Nuno Ribeiro

IPB

Maria do Sameiro Patrício

Luís Nunes

IPC-ESAC

José Gaspar

IPCB

Cristina Alegria

INIAV

Alexandra Correia

Augusta Costa

Associações de Produtores e outras

UNAC

Conceição Silva

Forestis

Rosário Alves

CAP

João Soveral

Administração Pública

ICNF

João Pinho

Cristina Santos

Graça Louro

Empresas Prestadoras de Serviços

ANEFA

Pedro Serra Ramos

Florestas Sustentáveis

Manuel Luís

2B Forest

Susana Brígido

Indústria

CELPA

Francisco Gomes da Silva

Francisco Goes

ALTRI

Luís Leal

Luís Fontes

Navigator

João Lé

Centro PINUS

Susana Carneiro

Pedro Teixeira

João Gonçalves

SONAE

Nuno Calado

Associações Ambientais

FSC Portugal

Joana Faria

Casa Velha

Margarida Alvim

1.1         Comissão de Acompanhamento (ARF_CA)

A Comissão de Acompanhamento é de participação livre. O projeto será divulgado tão amplamente quanto possível e serão aceites para a mailing list da Comissão de Acompanhamento, e portanto convocados para as reuniões da mesma, todos aqueles que queiram participar.

ForChange Tools

Hosting supported by Technical University of Lisbon - School of Agriculture