StandsSIM.dd

Se o utilizador pretender fazer a simulação de um conjunto de povoamentos sob a filosofia de corte movido pela procura de madeira deverá optar pelo StandsSIM.dd. Este simulador não está espacializado e pode ser utilizado de forma determinística ou estocástica (não inclui algoritmos de otimização).

Este simulador requer a preparação de um ficheiro de input adicional que deve caracterizar o cenário ao longo do horizonte de planeamento, ie: para cada ano da simulação deverão ser fornecidas as áreas ardidas (ha), as áreas de novas plantações (ha), a proporção de área florestal abandonada, quantidade de madeia a cortar (m3), quantidade de biomassa a cortar (Mg) e dados climáticos. Adicionalmente, é necessário fornecer alguns parâmetros de simulação relacionados com o fogo (idade mínima para aproveitamento industrial da madeira queimada, percentagem de salvado) e com o corte (idade mínima de corte, probabilidades de corte por classe de idade e tipo de povoamento) (Barreiro e Tomé 2017).

O simulador produz para cada cenário diferentes tipos de outputs anuais em formato .csv: indicadores socio-económicos, distribuição da área por classes de idade, variáveis de gestão por povoamento e indicadores ambientais.

Esta ferramenta encontra-se disponível apenas para uso interno do grupo ForChange. Para mais informações sobre a sua utilização pode ver o video e/ou contactar-nos.

Referências:

Barreiro S, Tomé M, 2017. Portugal In: Barreiro S, Schelhaas MJ, McRoberts RE, Kaendler G (eds) Forest Inventory-based Projection Systems for Wood and Biomass Availability. Managing Forest Ecosystems, vol 29. Springer, Cham pp.259-272 http://dx.doi.org/10.1007/978-3-319-56201-8_22

Barreiro S, Tomé M, 2012. Analysis of the impact of the use of eucalyptus biomass for energy on wood available for eucalyptus forests in Portugal. A simulation study. Ecology and Society. 17(2):14. http://dx.doi.org/10.5751/ES-04642-170214

Barreiro S, Tomé M, 2011. SIMPLOT: Simulating the impacts of fire severity on sustainability of eucalyptus forests in Portugal. Ecological Indicators 11 (2011) 36–45 http://dx.doi.org/10.5751/ES-05262-170451

ForChange Tools

Hosting supported by Technical University of Lisbon - School of Agriculture