You are here

Docentes

ERASMUS+

Mobilidade de Docentes para Missões de Ensino

Objetivos

  • Proporcionar aos docentes uma oportunidade de valorização pessoal e profissional;
  • Incentivar as Universidade a alargarem e enriquecerem a variedade e o conteúdo da sua oferta de cursos;
  • Reforçar os laços entre Instituições de Ensino Superior de países diferentes;
  • Promover o intercâmbio de conhecimentos e de experiências em métodos pedagógicos;
  • Possibilitar o desenvolvimento de competências pedagógicas e concepção de programas curriculares.

Regras

As bolsas de mobilidade disponíveis, administradas pela Agência Nacional Erasmus+ (ANE+), destinam-se a auxiliar as despesas de viagem e de subsistência dos docentes (alojamento e alimentação).

A mobilidade de docentes para missões de ensino realiza-se entre instituições de ensino superior que detenham uma Carta Erasmus (ECHE) e que tenham estabelecido Acordos Interinstitucionais entre si. A lista de Acordos para Docentes pode ser consultada clicando aqui.

Obrigação de realizar a atividade num país diferente do país da instituição de origem e diferente do país de residência do docente.

Duração: mínima de 2 dias e máxima de 2 meses (excluindo os dias de viagem). Uma atividade de ensino deve compreender um mínimo de 8 horas de lecionação por 5 dias de trabalho (= mobilidades de 1 semana). Se a mobilidade tiver uma duração inferior a 5 dias (mínimo de 2 dias excluindo dias de viagem), mantém-se a obrigação de lecionar um mínimo de 8h.

Cada docente estabelece um Programa de Trabalho (Ensino) com a Universidade de origem e com a Universidade de destino, onde fica acordado o programa de trabalho e as atividades de ensino a realizar durante o período de mobilidade.

O docente tem de entregar a Declaração de Estada, até 15 dias após o regresso da mobilidade e preencher o Relatório ERASMUS na Mobility Tool.

 

Candidatura

Prazo: 19 de Dezembro 2022 a 11 de Janeiro de 2023

N.º de vagas: 4

Formalização da candidatura: preenchimento da Ficha de candidatura, remetendo para ri@isa.ulisboa.pt.

A seriação de candidaturas é efetuada de acordo com as seguintes prioridades:

1. Docentes que nunca efetuaram missões;

2. Docentes que já efetuaram missões há mais de três anos;

3. Docentes que elejam missões para Universidades com as quais haja Acordos Bilaterais com um maior número de utilização por discentes.

Em caso de empate (1., 2. ou 3.), têm prioridade os docentes que efetuem mais cedo a respetiva candidatura. Têm igualmente prioridade os docentes com necessidades especiais comprovadas, que podem ainda candidatar-se a apoio financeiro adicional junto da Agência Nacional a fim de cobrirem os custos suplementares da sua participação nas atividades de mobilidade (esta candidatura requer uma antecedência mínima de 65 dias em relação ao período de mobilidade).

Mais informações: ri@isa.ulisboa.pt.

Documentos a entregar depois da selecção

 

Chave Móvel Digital

Para melhorar a experiência Erasmus+, o processamento dos contratos será em versão digital de modo a tornar a participação mais ágil e menos burocrática. Todos os seleccionados terão de ter acesso à Chave Móvel Digital (CMD) de forma a poderem assinar digitalmente o contrato de mobilidade. Mais informações disponíveis em https://www.autenticacao.gov.pt/web/guest/a-chave-movel-digital .