You are here

Estação de Anilhagem de Lisboa, ISA (CIBIO-InBIO)

Em 2023 Foi Atingido o Marco na Captura de 32 Espécies
anilhagem

Em 2023 foi atingido o marco na captura de 32 espécies, e simultaneamente o controlo de vários indivíduos, alguns deles com recapturas múltiplas.

As espécies capturadas a destacar são: Pisco de peito ruivo, Melro, Chapim azul, Gaio e Pica pau malhado grande.

Em 2023 a estação de anilhagem da Tapada da Ajuda, participou no dia Aberto do ISA e na disciplina de Ecologia Animal (Licenciatura de Biologia)

A estação de anilhagem na Tapada da Ajuda, teve o seu início em 2020. Com a criação desta estação de anilhagem, torna-se a única ativa na área metropolitana de Lisboa e assume agora um papel importante para a rede de estudo das aves em Portugal. A Tapada da Ajuda é especialmente relevante pela ocorrência de parcelas de floresta madura com um bom estrato arbustivo, que serve como refúgio a várias espécies de aves residentes e como corredor de passagem a muitas aves migradoras.

Dadas as características do local, estabeleceu-se o número mínimo de 4 redes individuais entre os 9 e os 18 metros de comprimento (total de 57 metros), que são montadas sempre nos mesmos locais em todas as sessões de anilhagem. Desde o início da sua atividade foram já realizadas mais de 40 sessões de esforço constante, onde se destaca a realização anual do projeto de monitorização de aves invernantes (MAI).

 

Imagens, créditos: Bruno Martins e Joana Marcelino

  • RSS
  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn
  • Twitter
  • YouTube