You are here

Apresentação


O Jardim Botânico da Ajuda (JBA), Unidade de Apoio Tecnológico do ISA, pertence-lhe desde 1910, integrado como infra-estrutura de ensino e investigação. Foi fundado em 1768, tendo sido projetado por um botânico italiano, Domingos Vandelli, vindo de Pádua e chamado pelo rei D. José para ensinar os seus príncipes.

Apesar de Lisboa ter sido lugar de muitos hortos que albergaram as coleções de plantas vindas de África, Ásia e América, o JBA é o primeiro Jardim Botânico de Portugal desenhado com o fim de manter, estudar e colecionar o máximo de espécies do mundo vegetal. Chegou a ter 5000 espécies dispostas segundo o sistema sexual proposto por Lineu, mestre de Vandelli.

Possui uma área de quase 4ha, divididos por dois tabuleiros com um desnível de 6,8 m entre eles. A arquitetura do Jardim segue os modelos renascentistas em terraços talhados na encosta, tendo três elementos fundamentais, pedra esculpida, plantas e água em fontes e lagos. No entanto, os ornamentos existentes no jardim têm influências marcadamente barrocas (nomeadamente a fonte central e as escadarias (laterais e central). O jardim tem dois tipos de uso: no tabuleiro superior a coleção botânica e no tabuleiro inferior o jardim de passeio ornamental com buxo e traçado conforme as regras do jardim de recreio. Existe ainda, «o jardim dos aromas» com plantas aromáticas e medicinais, desenhado para invisuais, o "Jardim Olissiponense, recentemente criado com as plantas autóctones da região de Lisboa, e uma mata onde se pode brincar.

Na sua área envolvente encontra-se o Palácio da Ajuda, o Jardim-Museu Agrícola Tropical, o Mosteiro do Jerónimos, o Centro Cultural de Belém e a Torre de Belém.



Membro Associado de:


Botanic Gardens Conservation International

BGCI – Botanic Gardens Conservation International

O Botanic Gardens Conservation International representa mais de 700 membros - em 118 países - entre os quais está o Jardim Botânico da Ajuda.

O Botanic Gardens Conservation International é uma organização internacional que existe para assegurar a conservação a nível mundial de plantas ameaçadas de extinção, cuja continuação da sua existência está ligada a questões globais, incluindo a pobreza, o bem-estar humano e as alterações climáticas.

Tem como objectivo apoiar os seus membros e a comunidade conservacionista para que a sua experiência possa ser aplicada para reduzir a ameaça de extinção, que envolve um terço de todas as plantas. Para isso, apoia o desenvolvimento e a implementação da Estratégia Global para a Conservação de Plantas (GSPC) a um nível global, regional, nacional e local.

Website: http://www.bgci.org/




AIMJB – Associação Ibero-Macaronésica de Jardins Botânicos

AIMJB – Associação Ibero-Macaronésica de Jardins Botânicos

A Associação Ibero-Macaronésica de Jardins Botânicos (AIMJB) da qual o Jardim Botânico da Ajuda faz parte, tem como finalidade a colaboração entre os Jardins Botânicos membros, promovendo e coordenando projectos comuns de actuação e impulsionando o intercâmbio de conhecimentos, experiências, informações e material vegetal. Foi criado em 1985 por diversas instituições espanholas e portuguesas relacionadas com as metas e objetivos de um jardim botânico.

Website: http://www.jbotanicos.org/