You are here

Instalações e Equipamentos

Freshness Lab: Especialização em Frutas, Hortaliças e Flores

Information is data endowed with relevance and purpose. Converting data into information thus requires knowledge. And knowledge, by definition, is specialized. (Peter Drucker)

Concebido, dimensionado e contruido à medida da sua missão, o Freshness Lab é a única unidade de investigação em Portugal especializada em frutas, legumes e flores. O laboratório está organizado em quatro áreas funcionais:

  • Instalação piloto de tecnologia pós-colheita e apoio às operações logísticas;

  • Laboratório de instrumentação;

  • Laboratório de bioquímica e fisiologia da qualidade;

  • Sala de análise sensorial.

Para além das instalações dedicadas, a investigação do Freshness Lab partilha recursos no Instituto Superior de Agronomia relevantes para a sua missão. Descarregue uma descrição das instalações e equipamentos (2015).


 

Instalação piloto

  • Câmaras refrigeradas (51 m3) com capacidade para controlar a temperatura e a humidade relativa do ar com elevada precisão;

  • Câmara de “último quilómetro” que simula as condições a nível do retalho e do local de consumo;

  • Instalação experimental de atmosfera controlada com 12 cabines instrumentadas que controlam de forma precisa as pressões parciais de oxigénio, dióxido de carbono, etileno e azoto e a sua variação;

  • Dispositivo propritário para estudos do efeito da temperatura na cinética de alterações da qualidade, 


 Laboratório de instrumentação

  • Plataforma de cromatrografia, incluindo cromatografia gasosa com detetores de massas e FID;

  • Análise instrumental de propriedades mecânicas de fruta e hortaliças, incluindo os perfis de textura e a componente auditiva relacionada com a perceção da crocanticidade;

  • Análise instrumental de cor e imagem;

  • Equipamentos de análise não destrutiva da qualidade com base em reflectância e transmitância de radiação.


Laboratório de fisiologia e bioquímica da qualidade

Laboratório adequado ao estudo da fisiologia e bioquímica da qualidade e equipado para suportar a engenharia da qualidade do fruto, com as seguintes funcionalidades:

  • Metabolitos e enzimas relacionados com a qualidade dos frutos e com as suas alterações - positivas e negativas - durante as operações logísticas, em interação com embalagem, ou tratamentos pós-colheita;

  • Fisiologia e bioquímica do metabolismo respiratório, das alterações da cor, das alterações da textura e dos acidentes fisiológicos de conservação;

  • Caracterização da emissão de compostos orgânicos voláteis, incluindo indicadores de amadurecimento, marcadores de acidentes fisiológicos, e compostos relacionados com a perceção sensorial do aroma e do flavor;

  • Caracterização da componente fitoquímica e nutricional dos frutos, incluindo as alterações na fibra dietética;

  • Fisiologia e bioqúmica da maturação e da senescência.