You are here

Projeto de atelier português selecionado para ser apresentado na Cimeira do Clima

Projeto de hortas urbanas foi coordenado pelo Arqº Paisagista Boaventura Afonso

Entre os vinte projetos selecionados pela Organização das Nações Unidas (ONU) para serem apresentados na Cimeira do Clima, que decorre até 11 de Dezembro em Paris, o MultiAdapt, desenvolvido pela EPCA para a Câmara Municipal de Almada, foi um dos escolhidos.

Entre centenas de propostas, o projeto MultiAdapt, desenvolvido pela EPCA ‐ Estudos, Projetos e Consultoria Ambiental, no âmbito da Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas da Câmara Municipal de Almada, está entre os 20 projetos a nível mundial apresentados na 21ª Conferência das Partes das Nações Unidas (COP21) sobre alterações climáticas em Paris. O trabalho selecionado pela ONU foi desenvolvido na EPCA sob a coordenação de Boaventura Afonso, Arquiteto Paisagista do ISA e atual aluno de Mestrado, e pretendeu dar resposta a várias pretensões nomeadamente promoção da segurança alimentar com a produção local, fomento da biodiversidade e sustentabilidade dos sistemas ecológicos, resiliência e adaptação do espaço público aos efeitos de eventos climáticos extremos.

O projeto foi realizado não só tendo em conta os riscos a que o município de Almada está suscetivel no âmbito das alterações climáticas, mas também a revitalização da agricultura social. A proposta combina hortas urbanas com bacias de retenção e restauração ecológica de linhas de água, de modo a promover a infiltração em profundidade, o controlo de cheias, a produção hortícola biológica local, o restabelecimento de continuidades ecológicas e a amenização dos efeitos de ilha de calor urbana.

A conjugação de soluções diferentes de simples execução permitiriam que se criassem condições que contribuem para a adaptação deste território à realidade das alterações climáticas.