You are here

Prémio Inovação BES 2013, categoria de “Recursos Naturais”, atribuído a equipa do ISA

Na categoria dos "Recursos Naturais", com o desenvolvimento da tecnologia ScreenWood

O Prémio Inovação BES 2013, na categoria de "Recursos Naturais", foi atribuído a uma equipa do Instituto Superior de Agronomia, liderada pelo Prof. Ricardo Boavida Ferreira e constituída pela Prof. Helena Oliveira e pelos investigadores Ana Teresa Vaz, Sara Monteiro e Ricardo Chagas.

Esta equipa desenvolveu um método de deteção, baseado em tomografia computorizada por raios X, denominado ScreenWood, que permite detectar a doença da esca da videira, no seu estado inicial, sem ter de se danificar a planta, uma vez que, até ao momento, essa deteção só era possível por amostragem, destruindo plantas.

O objectivo é implementar a metodologia em equipamentos de raios X, que possam ser usados logo no início da produção, junto dos viveiristas, por forma a analisar o maior número possível de plantas antes de serem plantadas.

Como o fungo se propaga pelo ar e pela água da chuva, outro dos objectivos é desenvolver a portabilidade da tecnologia, por forma a se conseguir detectar o fungo em vinhas já adultas e instaladas.

Numa segunda fase do projecto pretende-se, igualmente, desenvolver um meio eficaz de combate ao fungo, visto não existir, até agora, nenhuma forma de debelar o mesmo.

“Os números dão conta da dimensão do prejuízo que a ScreenWood promete evitar. Basta atender a que todos os anos se arrancam cerca de 1% das videiras plantadas, o que equivale a uma área global de 75 mil hectares de vinhas que têm de ser replantadas, e a um custa na ordem dos 1,5 a dois mil milhões de euros. Se for tida em conta a perda de produção daí resultante, o prejuízo salta para os 6,6 mil milhões de euros.”


Notícias Relacionadas