You are here

Cantina do ISA reduz desperdícios em 68%

Projecto "Prato Limpo, Consciência Limpa!" foi criado pela Profª Cláudia Cordovil e dois estudantes brasileiros
equipa

Em Março de 2013, Renata Soares e Felipe Fochat, dois estudantes brasileiros, orientados pela Professora Cláudia Cordovil, do Instituto Superior de Agronomia - Universidade de Lisboa, iniciaram o Projeto "Prato Limpo, Consciência Limpa!”, que teve como objetivo diminuir o desperdício deixado pelos utilizadores da cantina (na sua maior parte estudantes) e realizar a gestão dos resíduos inorgânicos como o papel (embalagem dos talheres) e a embalagem (copos descartáveis, colheres, copinhos de iogurte, plástico dos pães e eventuais embalagens).

Com o intuito de promover mudanças comportamentais por parte dos funcionários e estudantes do ISA, o projeto “Prato Limpo, Consciência Limpa!” focou as suas primeiras ações na avaliação do volume de desperdício de comida durante os almoços na cantina em épocas de grande afluência de utilizadores. Uma vez avaliado o peso do desperdício, procedeu-se à afixação de alertas e painéis informativos para uma adequada separação dos resíduos gerados na Cantina e, sobretudo, para a necessidade dos utilizadores selecionarem os alimentos que querem efetivamente consumir, quando do ato do serviço. Este projeto surgiu antes mesmo do PNUMA (programa das Nações Unidas para o meio ambiente) ter proclamado o dia 5 de Junho, o dia do zero desperdício na alimentação, coincidindo com o dia mundial do meio ambiente.

Atualmente, os funcionários efetuam a separação das embalagens, do cartão e do vidro para efeitos de reciclagem.

Em períodos de grande afluência estima-se que sejam servidos cerca de 400 almoços/dia (Março-Maio, Setembro-Dezembro) sendo o volume de resíduos de alimentos significativo.

Na parte interior da cantina, existe a separação dos vidros e papel/cartão. As embalagens e o orgânico ainda são misturados, o que dificulta a triagem e reduz o valor dos materiais.

O projeto “Prato Limpo, Consciência Limpa” cumpre um papel de grande importância para o ISA, visto que este trabalho teve um efeito imediato nas mudanças de comportamentos e hábitos com resultados significativos (separação de 50% dos resíduos inorgânicos gerados pelos utilizadores da cantina). No seguimento deste projeto, o desperdício de comida na cantina do ISA diminuiu 18%, o desperdício de carne diminuiu 49% e a quantidade de pão colocado no lixo comum diminuiu 68%.

Tendo como base esta iniciativa, que contribuiu para a consciencialização dos utilizadores da cantina, e para a educação ambiental enraizando mudanças de hábitos, seria de extremo interesse a implementação deste projeto nas demais instituições da Universidade, e não deixar morrer esta iniciativa.
Muito há ainda a ser feito para que se consiga um melhor desenvolvimento de forma a proporcionar mudança de comportamento na Comunidade Académica e por parte dos funcionários.

Os grandes lemas deste projeto são: “separe o seu lixo”, e “peça apenas a quantidade de comida que vai comer e, juntos, podemos reduzir o desperdício”.

Os alunos interessados em continuar a desenvolver esta iniciativa, devem dirigir-se ao Núcleo de Ambiente da AEISA ou à Prof. Cláudia Cordovil.